Cebolinha: 94 milhões e o banco de reservas.

Atacante custou fortuna aos cofres do clube, mas segue amargando a reserva.

Everton cebolinha foi comprado pelo Flamengo junto ao Benfica de Portugal por 94 milhões de reais, o atacante que fez ótima copa América em 2019 com a seleção brasileira, venceu o torneio sendo artilheiro e melhor jogador da final, explodiu no Grêmio e com isso foi vendido ao time português, e algum tempo depois estava de volta ao Brasil, agora para jogar no rubro negro.

As coisas foram bem com Dorival Junior, mas após a chegada de Jorge Sampaoli, o atacante sofre com as poucas oportunidades e quase sempre se encontra no banco de reservas, e para piorar a situação, após o retorno de lesão,Bruno Henrique, está jogando muito e vem sendo o melhor jogador do Flamengo nos últimos jogos.

Jorge Sampaoli deu chances a Everton no início da sua jornada no Flamengo, o treinador argentino utilizou o camisa 11 em seus 19 primeiros jogos – em nove deles, o atleta foi titular.

Treinador deu oportunidades a cebolinha em seu início de ciclo no Fla.

Cebolinha inclusive entende que teve oportunidades, e que quando as teve, não conseguiu aproveitá-las da melhor forma, o atacante sente que precisa de mais tempo de jogo, mas entende que a ascensão de Bruno Henrique pós-lesão e a pouca rotatividade no elenco o prejudicam muito, principalmente nas fases mais agudas das competições.

Agora resta saber se Sampaoli vai voltar a dar oportunidades ao jogador, que custa muito caro ao clube, ou se ele seguirá no banco de reservas assistindo aos jogos de forma privilegiada.

Cebolinha não se sente injustiçado, mas quer tempo de jogo entre os titulares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *