Começa nesta sexta o julgamento dos acusados pelo incêndio no Ninho do Urubu

A primeira audiência de instrução e julgamento do processo contra oito réus do caso de incêndio no Ninho do Urubu será realizada nesta sexta-feira (18). Na ocasião, as testemunhas de acusação serão ouvidas pela Justiça Criminal do Rio de Janeiro.

Os réus são denunciados pela morte de dez jogadores da base do Flamengo, em fevereiro de 2019. A lista de acusados possui ex-dirigentes do Rubro-Negro e profissionais responsáveis pela manutenção do sistema de refrigeração e os que forneciam os contêineres que serviam de alojamento para os atletas.

RÉUS DO PROCESSO

Eduardo Bandeira de Mello (ex-presidente do Flamengo(
Márcio Garotti (ex-diretor financeiro do Flamengo)
Marcelo Maia de Sá (engenheiro do Flamengo)
Danilo Duarte (engenheiro responsável técnico dos containers)
Fabio Hilário da Silva (engenheiro responsável técnico dos containers)
Weslley Gimenes (engenheiro responsável técnico dos containers)
Claudia Pereira Rodrigues (responsável pela assinatura dos contratos da NHJ, empresa que forneceu os contêineres)
Edson Colman (Sócio da Colman Refrigeração, empresa que realizava manutenção nos aparelhos de ar condiciona)

O julgamento será realizado após uma denúncia do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), realizada em 2021. Cerca de 53 pessoas serão ouvidas como testemunhas durante o processo de ação criminal, entre eles sobreviventes do incêndio, dirigentes do Flamengo, policiais, bombeiros e fiscais.

O incêndio aconteceu no dia oito de fevereiro de 2019. Na tragédia, dez jogadores, entre 14 e 16 anos, das categorias de base do Flamengo perderam a vida. Foram eles: Arthur Vinicius, Athila Paixão, Bernardo Pisetta, Christian Esmério, Gedson Santos, Jorge Eduardo, Pablo Henrique, Rykelmo de Souza Viana, Samuel Thomas e Vitor Isaías.

Fonte: Coluna do Fla

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *