Desordem no “Caso Pedro” pesou na eliminação para o Olimpia?

No dia 29/07/2023 após a vitória de virada por 2×1 contra o Atlético Mineiro em Belo Horizonte, o atacante Pedro sofreu uma agressão física, mais precisamente um soco na boca do então preparador físico, Pablo Fernandez. O caso foi parar na delegacia de polícia de BH e a partir daí o Rubro Negro acumulou resultados ruins e desempenho duvidoso em campo.

E a pergunta que não quer calar é a seguinte: ” Até onde a situação envolvendo Pedro Guilherme e o Staff técnico afetou o time?”.

Sampaoli X Pedro

Jorge Sampaoli está a frente do time há 31 jogos e até a presente data (11/08/2023) não conseguiu desempenhar o trabalho que todos esperavam em relação a performance da equipe.

Sampaoli chegou no dia 14/04/2023 e de lá pra cá obteve um bom desempenho a níveis estatísticos (18 V/5 D/8), o Rubro Negro até então vinha disputando todas as competições e com chance de se sagrar campeão em pelo menos dois dos três torneios em que estava a disputar (Copa Libertadores e Copa do Brasil). Após o problema com Pedro, a equipe que já vinha sendo questionada pela nação, por conta de alguns momentos de sonolência e falta de energia em ocasiões importantes dos jogos caiu de rendimento e viu a equipe sofrer para vencer o Olimpia no Maracanã no jogo de ida da libertadores pelo placar mínimo; Em um jogo que todos esperavam no mínimo o passaporte carimbado para as quartas de final.

Perder pro Cuiabá no último Domingo pelo campeonato brasileiro por 3×0 na Arena Pantanal deveria ter ligado o alerta para o problema, mas ainda assim nada foi feito internamente, e assim o Flamengo seguiu para o Defensores del Chaco no Paraguai para finalizar a tarefa contra o Olímpia com a vantagem de um gol ,e acabou derrotado no agregado por 3×1.

Muito pode se falar sobre a postura tática, técnica, sobre arbitragem, sobre falta espírito aguerrido, mas a verdade é que quando Vidal expôs o problema da comissão técnica de Sampaoli quando se desligou do Flamengo ,ele talvez tenha alertado sobre algo latente internamente e que poderia trazer problemas ao grupo ou já estivesse causando. E próprio Pedro assim o fez no twitter na ocasião em que sofreu a agressão do preparador físico da equipe de Sampaoli ,frisando inclusive, agressão psicológica da equipe do treinador:

Omissão ao invés de pulso firme

O fato é que ao não se posicionar de forma firme e veemente em relação ao caso ocorrido com o centro avante (além do óbvio que era o desligamento do agressor) e ainda o punirem o deixando de fora do jogo de ida contra o Olímpia ,Landim e Braz abriram mão do pouco suporte que ainda restava vindo do elenco, e escancararam mais ainda o óbvio na Gávea: a falta de organização administrativa no clube, e para piorar, Jorge Sampaoli também preferiu se omitir de qualquer responsabilidade ao invés de tentar contornar o problema que se tornou crise.

É bem verdade que o treinador sempre foi taxado de “difícil” em sua relação com os clubes em que passou, e com alguns jogadores como Di maria na seleção argentina e Ganso no Sevilla ,das cobranças públicas às direções de Santos & Atlético Mineiro onde mostra que o treinador argentino se distancia de uma forma complicada dentro dos clubes onde trabalha e dos seus jogadores.

Mas a pergunta que fica é:” E se diretoria e comissão técnica tivessem se posicionado a favor do jogador ,todo esse desastre teria sido evitado?”

One response to “Desordem no “Caso Pedro” pesou na eliminação para o Olimpia?”

  1. […] O Flamengo foi eliminado da Copa Libertadores da América, após derrota para o Olimpia (PAR) por 3 a 1, na noite da última quinta-feira (10). O Rubro-Negro não sofria três ou mais gols na competição nacional desde setembro de 2020, quando perdeu para o Independiente del Valle, por 5 a 0, logo antes de ser noticiado um surto de Covid-19 no elenco. […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *